Professor Universitário e Advogado


O Garoto e o Velho

 

Na manhã de 27∕01∕2013, após uma suave caminhada num luminoso domingo

 

Há um garoto ladrão,

Que sempre chega em mim,

Acostumado a pilhar os instantes futuros

De um velho que eu nem sei se vou conhecer.

Creio que estão próximos os dias

Em que os dois vão se encontrar.

O velho não vai querer desculpas,

O garoto nem pensa em pedir.

Tenho certeza que vão conversar como velhos amigos.

O garoto que parece andar cansado

Das peripécias que lhe permitiam roubar,

Prefere ficar sentado,

Esperando o velho chegar.

O velho, tenho certeza,

Estenderá a mão,

Convidando o menino,

Para que deixe o roubo de lado,

E com ele comece a brincar.



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!